segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

IMAGENS FORTES: HOMICÍDIO A BALA REGISTRADO NO BAIRRO AEROLANDIA EM FORTALEZA. VEJA O VIDEO.

CEARÁ PACIFICO???
IMAGENS FORTES: HOMICIDIO A BALA REGISTRADO NO BAIRRO AEROLANDIA EM FORTALEZA. VEJA O VIDEO.



Homicídio a bala registrado  no bairro  Aerolandia, em Fortaleza travessa Tenente Bezerra, 92 vítima: Francisco Jarlan Matos da Silva ( mãe: Maria Lucileide Sobreira Matos) reside na travessa Tenente Bezerra, 44, respondia a dois antigos 121 e um artigo 33.

Sem mais detalhes..



MENOS UM.

QUATRO EXECUÇÕES REGISTRADAS EM MENOS DE UMA HORA NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA.

DUPLO HOMICIDIO FOI REGISTRADO AGORA EM MARANGUPE UM OUTRO EM HORIZONTE E OUTRO EM PACATUBA, MENOS DE UMA HORA QUATRO PESSOAS SÃO EXECUTADAS NA REGIÃO METROPOLITANA DA CAPITAL CEARENSE.



Informações dão conta de um duplo assassinato registrado pela policia militar em Maranguape, as vitimas seriam integrantes de uma  facção criminosa eles foram executados a bala por inimigos de uma outra facção o fato aconteceu em uma das ruas do bairro Urucará, os mesmo fora identificados como Rafael e segundo pela alcunha de bruxo a policia esta no local aguardado DHPP pericia e rabecão do IML.
Sem mais informações.


VÍDEO DA OCORRÊNCIA DE MARANGUAPE.







VÍDEO DA OCORRÊNCIA DE HORIZONTE.



Em Horizonte, um homem foi executado a bala dentro do mercado publico municipal, a vitima identificada como Allan, a ocorrência ainda em andamento estamos aguardado mais informações.



Em Pacatuba, a vitima vinha trafegando na CE060 quando homens em um carro passaram e efetuaram vários disparos contra a vitima que teve morte imediata no loca, o fato aconteceu aproximo ambeve. 
SEM MAIS DETALHES.   

Fim de semana sangrento no Ceará com o registro de 38 casos de assassinatos



Trinta e oito pessoas foram assassinadas no Ceará no fim de semana. A maioria dos crimes aconteceu na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), onde 11 corpos com marcas de violência foram recolhidos pelas equipes da Perícia Forense do Estado (Pefoce) entre a manhã de sexta-feira (16) e o começo da madrugada desta segunda (19).
Em Fortaleza, ao menos, nove pessoas foram vítimas de assassinato nos seguintes bairros: Serrinha (2 casos), Canindezinho, Floresta, Antônio Bezerra, Cais do Porto, Messejana, Genibaú e Siqueira.
Já na Região Metropolitana de Fortaleza foram mais 11 casos nos seguintes Municípios: Aquiraz (4), Caucaia (3), Itaitinga, Maranguape, Maracanaú e Chorozinho.
Sertão
No Interior Norte, mais 11 homicídios ocorreram no fim de semana, nos seguintes Municípios: General Sampaio (duplo), Ipu, Camocim, Sobral, Itapiúna, Itarema, Chaval, Guaraciaba do Norte, Varjota e Forquilha.
No Interior Sul foram sete assassinatos nos Municípios a seguir: Icó (2 casos), Crato, Aracati, Missão Velha, Jaguaruana e Mombaça.
Duplos
Ao menos, três casos de duplos homicídios foram registrados pelas autoridades policiais no intervalo do fim de semana.
O primeiro caso ocorreu no Município de Aquiraz, na RMF, onde na esxta-feira (16), por volta de 1511, foram encontrados os corpos de dois bandidos apontados como até então líderes da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Foram identificados como Rogério Jeremias de Simone, o “Gegê do Mangue”; e Fabiano Alves de Sousa, o “Paca”, ambos paulistas.
Ainda da sexta-feira, dois jovens foram executados, a tiros, na cidade de General Sampaio (a 126Km de Fortaleza). Os dois rapazes foram seqüestrados de dentro de suas casas e mortos a tiros de pistolas, sendo identificados como Antônio Victor Reis da Silva, 23 anos; e Geovane Pedro da Silva, 21.
Já na tarde do domingo, os corpos de mãe e filho foram encontrados com marcas de tiros sobre os trilhos da Linha Férrea Norte, no bairro do Açude, em Caucaia, na RMF. Os mortos foram identificados como Francisca Sandra de Oliveira, 44 anos; e seu filho, Micael Santos de Lima, 16 anos.
Fonte. Fernando Ribeiro

domingo, 18 de fevereiro de 2018

MÃE E FILHO SÃO EXECUTADO A MANDO DE TRAFICANTES EM CAUCAIA -RMF



Um duplo homicídio foi registrado  no final da tarde deste domingo (18) no bairro do Açude em Caucaia-rmf. O fato chocou a comunidade local o duplo assassinato aconteceu na Rua. Nossa Senhora da Conceição, sobre os trilhos da linha férrea, os cadáveres de uma mulher e uma suposta criança foi achado por populares apos ouvirem os diversos diparos de arma de fogo, os corpos estão sem identificação, porém populares afirmaram serem mãe e filho.


Agora. Por voltar das 20:40h. Veio a confirmação realmente as vítimas  são mãe e filho, identificados por Francisca Sandra Oliveira, 44 anos e Micael Santos de Lima, de 16 anos.

2 HOMEM DA FACÇÃO CRIMINOSA PCC E EXECUTADO NO CEARÁ VEJA TODOS OS DETALHES.



Quem é Gegê do Mangue, o número dois do PCC

O Segundo homem do PCC RODA no Ceará.



De pequeno traficante na Zona Oeste a criminoso procurado, bandido é condenado à revelia a 47 anos de prisão. Gegê do Mangue: onze inquéritos na ficha criminal.

 


Por volta das 20 horas da última segunda (3), no plenário da 5ª Vara do Júri, no 2º andar do Fórum Criminal da Barra Funda, na Zona Oeste, o juiz Luís Gustavo Esteves Ferreira condenou o traficante Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, a 47 anos de prisão por dois homicídios cometidos em 2004.


 




Nesse momento, no entanto, o criminoso não estava sentado à sua frente, no banco dos réus, para ouvir a sentença. Nem se encontrava na Vila Madalena, onde fica sua “residência oficial”, declarada à Justiça. Tampouco aguardava na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no oeste do estado, na qual passou os últimos dez anos, até ser posto em liberdade, em 1º de fevereiro.

Até o fim da semana passada, juízes, promotores, advogados e policiais desconheciam o paradeiro daquele que hoje é considerado o segundo homem mais importante na hierarquia do Primeiro Comando da Capital (PCC), atrás apenas do líder, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. Segundo filho de uma família de quatro irmãos, Gegê nasceu em 1977, na Rua Fidalga, 1010, no meio do Mangue, favela com cerca de trinta casas encravadas desde os anos 60 na Vila Madalena.





Seus pais, Marlene Jeremias e Ítalo Alfredo de Simone (morto em 1982, ao cair do telhado de casa), ganhavam a vida como artesãos, tecendo almofadas e vendendo-as na rua. Nada na infância do pequeno Rogério parecia indicar seu destino. Tímido e obediente, ele ajudava na faxina da casa da família e foi coroinha na igreja da área.

Favela do Mangue: comunidade no coração da Vila Madalena (Antonio Milena/Veja SP)

Na rua, como qualquer criança do entorno, jogava futebol e empinava pipas, invariavelmente feitas com papel de seda do time do coração, o Palmeiras. E tirava boas notas na Escola Estadual Carlos Maximiliano Pereira dos Santos, na Rua Jericó. “Era um garoto inteligente, poderia ter sido excelente profissional em qualquer área”, lembra um parente, que pediu para não ser identificado.

Na adolescência, no início dos anos 90, passou a frequentar bares da Rua Aspicuelta, o extinto Sujinho, na Mourato Coelho, a sede da escola de samba Pérola Negra, na Girassol, e festas de axé, seu ritmo preferido. Não usava drogas nem abusava do álcool. Aos 15, trabalhava como office-boy em empresas do centro, mas percebeu que ganharia mais dinheiro por meio do tráfico.

Passou a distribuir maconha e cocaína a frequentadores de barzinhos da Vila. Acabou influenciando seus irmãos Ronaldo José e Cristiano Jeremias a ingressar no crime no começo da década de 90. Ronaldo, hoje com 48 anos, cumpre pena em Presidente Venceslau II, onde Gegê estava até recentemente. Cristiano morreu em uma troca de tiros com a polícia em 2006.

Ônibus incendiado na Vila Madalena em 2006: Gegê teria comandado a ação

A irmã caçula, Renata de Simone, é professora e mora perto da mãe, que vive em uma casa de alto padrão no bairro do Rio Pequeno. A primeira prisão de Gegê ocorreu em 1995, quando foi pego em flagrante com drogas na Rua Fidalga. Como era réu primário, ficou menos de um ano preso. Depois, alternou idas e vindas da cadeia, até receber, em 2000, uma condenação: doze anos de reclusão por tráfico e assassinato. Sua trajetória confirma a máxima de que a cadeia no Brasil funciona como uma escola do crime.

Dentro das celas, aproximou-se das lideranças do PCC e aderiu à facção. Começou no posto de “sintonia”, espécie de gerente na estrutura do crime. Entre outras funções, recebia a visita de advogados da quadrilha e repassava aos comparsas as informações vindas de fora do presídio. Em 2003, subiu alguns degraus na hierarquia da bandidagem após tentar enviar para Marcola um bilhete falando da morte do juiz corregedor Antônio Machado Dias. Tido como um dos principais inimigos do PCC nos tribunais, o magistrado foi executado dentro do carro com três tiros, na saída do Fórum de Presidente Prudente.

O tal do bilhete não chegou às mãos do destinatário. A polícia o interceptou antes, o que rendeu a Gegê mais quatro anos de condenação por formação de quadrilha. Marcola, no entanto, ficou sabendo do fato e ordenou a promoção do novato. “Nesse episódio, ele caiu nas graças da quadrilha”, contou a VEJA SÃO PAULO um delegado, que preferiu não ser identificado.

Dois anos depois, durante a onda de ataques do PCC na capital, Gegê teria mandado incendiar ônibus na Vila Madalena. Em dezessete anos de cadeia, o bandido traficou, matou e mandou assassinar, o que lhe acarretou mais onze inquéritos. Mesmo assim, foi posto na rua em fevereiro deste ano, por decisão do juiz Deyvison Heberth dos Reis, da 3ª Vara de Presidente Venceslau.

Rua Fidalga: endereço da casa onde o bandido nasceu e cresceu (Antonio Milena/Veja SP)



Segundo o despacho do magistrado, não havia mais nenhuma condenação em definitivo que justificasse sua permanência na cadeia. Assim que deixou a penitenciária, Gegê entrou no carro de um de seus cinco advogados, um Jeep Renegade branco, abraçou a esposa, Andrea de Simone, e rumou para São Paulo.

Os dois estão juntos desde a adolescência, antes da primeira prisão dele, e sonham um dia formalizar a união em uma cerimônia católica. Ela foi criada no Conjunto Residencial Natingui e frequentava as baladas do bairro. “Rogério sempre foi bonitão e assediado pelas mulheres, mas ele só tinha olhos para a Andrea”, conta uma amiga dele.

O relacionamento prosseguiu após a prisão e, das visitas íntimas, vieram dois filhos: um menino, de 11 anos, e uma menina, de 3. Nessa fase fora da cadeia, Gegê passou boa parte do tempo em companhia de sua família em um prédio de luxo na Lapa e, numa escapada de lá, foi ver um jogo do Palmeiras no Allianz Parque. “Ele passou vinte dias em liberdade, mas vivia como se fosse um foragido”, afirma Andrea, por meio de um e-mail enviado por seu advogado a VEJA SÃO PAULO.



A sentença da semana passada se refere a dois assassinatos ocorridos em 2004. Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça revelaram que Gegê e um comparsa determinaram a execução de dois bandidos responsáveis pela morte de dois membros do PCC. Um dos defensores de Gegê, Isaac Minichillo, alega que os “grampos” foram ilegais. “Vamos recorrer da sentença”, diz.

Investigações sugeriram que o condenado estaria escondido na Bolívia ou no Paraguai, administrando a rota internacional de tráfico de drogas de sua facção. Se isso for verdade, seria o ponto alto de uma “carreira” iniciada de forma prosaica há mais de vinte anos nas ruas estreitas da Vila Madalena.

Fonte: Veja

sábado, 17 de fevereiro de 2018

SEBOSO TROCA TIROS COM POLICIAL E GANHA PASAGEM DE VOLTA PARA INFERNO. VEJA OS DETALHES..

Bandido morre durante troca de tiros em tentativa de assalto a Topik no município de Tauá.

O fato aconteceu na tarde deste sábado, 17, quando uma Topik que retornava de Mombaça para Tauá foi interceptada próximo a localidade Morada Nova - Mombaça por elementos armados que anunciaram o assalto.

No interior do transporte de passageiros (Topic do Nanaldo) estava um policial militar a paisana que revidaou e houve um intensa troca de tiros.

Os bandidos fugiram pelo matagal e logo depois um deles,  identificado até então como Ramon, foi encontrado morto dentro do mato.

Rabecão da Pefoce de Tauá foi acionado bem como as Polícias Militar e Civil para acompanhar o caso. Os nomes dos militares não foram divulgados.

Notícia em atualização.

Jornal dos Inhamuns.

IMAGENS FORTES .Jovem supostamente raptado na noite de ontem em Crato, é encontrado semi degolado na manhã deste sábado

Jovem supostamente raptado na noite de ontem em Crato, é encontrado semi degolado na manhã deste sábado




Um achado de cadáver do sexo masculino foi registrado pela policia do Crato, na manhã desta sábado (17), na Vila Guilherme, distrito Bela Vista.

As informações preliminares repassadas pela perícia forense, são de que vítima, Francisco Tomaz Alexandre,  19 anos, e que a mesma foi assassinada por arma branca. O corpo presentava um golpe na mão esquerda e na face, além de ter sido semi degolada e foi traslado para necropsia.


                                   


A Ciops Crato informou a reportagem do Site Caririceara, que informações de populares ainda a serem apuradas, dão contra de que a vítima seria um rapaz que teria sido raptado nesta sexta-feira (16), naquele distrito.


Homem é preso por roubo e delegado descobre que ele já era procurado por matar a esposa

Um homem de 36 anos suspeito de matar a esposa no último dia 3 de fevereiro foi preso nesta quarta-feira (14) no 13º Distrito Policial.

Segundo a Polícia Civil, o acusado possuía um mandado de prisão por roubo emitido pela 10ª Vara Criminal, mas a polícia tinha conhecimento do feminicídio.
Ao chegar à delegacia, o homem confessou ter assassinado a esposa.
Ele teria assassinado a mulher por estrangulamento após descobrir traição. O crime aconteceu por volta das 17h do dia 3 de fevereiro deste ano, na Rua Tenente Lisboa, no bairro Padre Andrade.
“Se a pessoa lhe trai, você faz o quê?! Ela era a minha esposa. Ela disse que ia me deixar para curtir o Carnaval. Eu ‘apenas’ estrangulei”, diz o acusado. Uma equipe da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) foi acionada ao local para realizar as diligências necessárias sobre o caso. Um mandado de prisão será emitido.
A irmã da vítima, que optou por não se identificar, informou que mulher sofria constantes agressões do marido, com quem tem uma filha de 4 anos. Por medo de ser assassinada, ela não havia feito nenhum Boletim de Ocorrência (BO). “Ela sofria ameaças caso denunciasse”, ressalta.
No dia do crime, a família recebeu um telefonema informando que a vítima tinha sido agredida e que estava deitada no sofá da casa do acusado. Imediatamente, os irmãos da mulher a levaram para um hospital, quando os médicos afirmaram que ela estava morta há horas.
“Quando chegou no hospital, fazia tempo que ela estava morta. Ele batia nela com frequência. Ela morreu lá. Todo mundo da família dele viu. Minha irmã era uma mulher trabalhadora”, lamenta indignada.
A Secretaria de Segurança Pública (SSPDS) informou por meio de nota que iniciou todos os procedimentos para que fosse expedido o mandado de prisão do suspeito, pelo crime de feminicídio.
Segue a nota da SSPDS:
Policiais do 10º Distrito Policial (DP) prenderam, nessa quarta-feira (14), um homem que tinha contra ele um mandado de prisão em aberto por roubo. A ação foi desencadeada no bairro Padre Andrade, Área Integrada de Segurança 6 (AIS 6). Ao ser apresentado na delegacia, foi constatado que o indivíduo era suspeito de cometer um homicídio contra sua ex-companheira, crime este registrado no dia 3 de fevereiro de 2018.
De posse do mandado de prisão, expedido pela 10ª Vara Criminal, os policiais seguiram até a Avenida Tenente Lisboa, onde localizaram Frank Júnior Sousa da Silva (35). Ele foi abordado e conduzido pelos agentes de segurança até o 10º DP.
Além da prisão por roubo, o homem é suspeito de cometer um homicídio contra sua companheira, identificada como Jaqueline dos Santos Silva (34). Após sua chegada na unidade policial, uma equipe da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) foi acionada, para colher o depoimento do indivíduo.
Aos agentes de segurança, Frank Júnior disse ter cometido o crime motivado por ciúmes. Após ouvir o depoimento, a delegada da DDM, Rebeca Nóbrega, iniciou todos os procedimentos para que fosse expedido o mandado de prisão do suspeito, pelo crime de feminicídio.

Três bandidos da "Quadrilha dos Pipocas" são presos com fuzis e outro morre em confronto com o Cotar


Três bandidos foram presos e um morto durante duas operações de policiais militares do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), nas últimas horas no interior do Ceará. Os quatro criminosos faziam parte da “Quadrilha dos Pipocas”, uma organização criminosa baseada em Quixadá e que tem ramificações na política local. O grupo estaria planejando atacar bancos e carros-fortes nas regiões do Sertão Central, Vale do Jaguaribe e Litoral Leste nos próximos dias.

As duas operações foram deflagradas por patrulhas do Comando Tático Rural. A primeira ocorreu no Município de Quixadá (a 154Km de Fortaleza), onde bandidos fortemente armados planejavam os ataques contra agências bancárias e blindados. Através de informações colhidas pela Inteligência do BPChoque, foram localizados na zona rural daquele Município os três criminosos.
Os três homens foram identificados como José Alberto da Silva Lima, o “Zé Roberto”; Francisco Willame Macário Ilário Júnior, o “Júnior da Deusa”; e Francisco Herbert Melo da Silva, o “Betim”, todos componetes da quadrilha chefiada pelos irmãos “Pipocas” de Quixadá.

Com os criminosos o Cotar encontrou três fuzis de calibre 5.556 (AR-15), 762 munições para as referidas armas, além de material explosivo, como emulsões explosivas e cordão detonante, material que os criminosos usam para destruir os carros-fortes e explodir cofres e caixas eletrônicos de agências bancárias no interior.

A Inteligência do BPChoque chegou aos bandidos durante investigações sobre o ataque a um carro-forte da empresa Brink’s ocorrido há duas semanas na BR-040, na zona rural de Aracati (a 150Km de Fortaleza)

Duas jovens são assassinadas por ordem de facções nas últimas 24 horas

Islene Pereira, morta em Crateús                               Garota torturada e morta no Pirambu
Duas mulheres foram assassinadas nas últimas 24 horas no Ceará, crimes atribuídos a facções criminosas. Em Fortaleza, uma garota foi seqüestrada, torturada e, depois, morta, a tiros, no píer da Avenida Vila do Mar, na Barra do Ceará. Já na cidade de Crateús (a 516Km das Capital), uma jovem foi assassinada na porta de casa por dois bandidos.
Passavam poucos minutos das 21 horas desta quinta-feira (15), quando a Polícia foi acionada para ir ao píer localizado na Comunidade dos Coqueirinhos, no Pirambu, onde populares tinham acabado de encontrar o corpo de uma adolescente. A garota estava com os cabelos cortados, sinais de espancamento e tortura e tiros na cabeça.
Nas redes sociais logo começaram a ser postadas imagens da vítima (ainda não identificada) e até um vídeo com o momento da execução sumária. A garota teria sido seqüestrada e morta por bandidos membros da facção Guardiões do Estado (GDE), por ter postado uma foto em seu facebook em que aparece fazendo com os dedos o “V” da vitória, que para criminosos seria um gesto da facção Comando Vermelho (CV), rival da GDE. Até agora, a Polícia não conseguiu prender os criminosos.
Outro crime
Em Crateús, a jovem identificada com o Islene Pereira Alcântara, 22 anos, foi morta, a tiros, na porta de casa, situada no bairro de Fátima I. A Polícia não identificou ainda os criminosos mas já levantou a hipótese de que a garota tenha sido morta por engano, já que não sofria ameaças, mas sim uma amiga dela, chamada Daíza. As duas moravam juntas.
Fonte. Fernando Ribeiro

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

52 PESSOAS PERDERAM A VIDA DE FORMA VIOLENTA ESTE É O SALDO VIOLÊNCIA DO FERIDÃO DE CARNAVAL DO CEARÁ

O feriadão deste ano foi mais violento que o de 2017, quando a SSPDS registrou 46 casos de assassinatos

Diversão para alguns, tristeza para outros. O Carnaval de 2018 deixa um rastro de sangue no Ceará. Entre às18h de sexta-feira-feira (9) e às 22h de ontem, foram registrados, pelo menos, 52 assassinatos em todo o Estado. Somente em Fortaleza, 20 pessoas foram executadas. O balanço parcial do feriadão foi feito com base em relatórios da PM, mas os números consolidados ainda serão divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

O total de homicídios registrado na época festiva, neste ano, ultrapassou o número de igual período de 2017, quando aconteceram 46 mortes violentas. De acordo com informações repassadas nos locais de crime, a maioria dos casos registradas nesse ano têm relação com a disputa entre as facções.

Esta é, inclusive, a principal suspeita da Polícia Civil acerca de um atentado, ocorrido ontem, em uma casa alugada, no Município de Aracati (a 150Km de Fortaleza), um dos principais polos do Carnaval do Estado. Um homem foi executado e uma mulher baleada. Segundo a Polícia, o objetivo da quadrilha era cometer uma chacina no local.

Um veículo Toyota Hilux chegou à residência, na Vila Rafael, por volta de 11h30. Alguns criminosos desceram do veículo e efetuaram vários disparos. Áquila Alves de Oliveira foi alvejado e chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Uma mulher foi atingida por um tiro nas nádegas e também foi socorrida. Ela passou por uma cirurgia para a retirada do projétil e foi liberada em seguida.

Após os disparos, as outras pessoas no local abandonaram a casa e não foram mais localizadas pelos policiais. Segundo a PM, o grupo mora em Fortaleza e tinha ido a Aracati para curtir o Carnaval. Diligências foram realizadas nas proximidades, mas nenhum suspeito foi preso até o fechamento desta edição.

Fortaleza

Na Capital, dois primos foram executados no bairro Conjunto Palmeiras, em um curto intervalo de tempo, ontem. O primeiro crime vitimou Gladyson Alves da Silva, 20, na Rua Serra Azul, durante a manhã.

De acordo com informações obtidas pela TV Diário nos locais de crime, a vítima conversava com amigos, no momento em que os suspeitos chegaram a pé, abordaram o rapaz e começaram a atirar contra ele.

Poucas horas depois, a prima de Gladyson, Suely da Silva Farias Morais, foi assassinada na Travessa Santa Tereza, no mesmo bairro. Ela estava indo visitar uma familiar, quando foi surpreendida por um homem que estava em uma bicicleta e disparou cinco tiros contra a vítima, que morreu no local. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) irá investigar se há relação entre os crimes.

Dias violentos

Os dias mais violentos do feriadão de Carnaval foram sábado (10) e domingo (11), quando a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) registrou 16 e 18 homicídios, respectivamente.

Além de Fortaleza e Aracati, os assassinatos aconteceram em Caucaia (seis), Maracanaú (dois), Tabuleiro do Norte (dois), Pindoretama (dois), Horizonte, Itaitinga, Guaiuba, Canindé, Chaval, Acaraú, Lavras da Mangabeira, Iguatu, Saboeiro, Jaguaruana, Jijoca, Miraíma, Paracuru, Acaraú, Guaraciaba do Norte, Tauá, Ibicuitinga, Mauriti, Itatira e Quixeré.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Suspeito de estuprar enfermeira cearense que passava Carnaval em Salvador continua preso

O homem invadiu a casa armado com uma faca e exigiu dinheiro das mulheres. Ele já tinha passagem na polícia por roubo, associação criminosa e falsidade ideológica.



Segue preso em Salvador o homem acusado de estuprar uma enfermeira cearense que havia alugado uma casa para passar o Carnaval na capital baiana.
Ele foi preso em flagrante, como explica o porta-voz da Secretaria de Segurança da Bahia, Alberto Maraux. “Ela foi ouvida, fez o procedimento que tinha que fazer e foi liberada”.
Após o flagrante, a Justiça decretou imediatamente a prisão preventiva de Adriano Silva Santos. Ele já tinha passagem na polícia por roubo, associação criminosa e falsidade ideológica. O caso aconteceu na última sexta-feira (9).
O crime aconteceu dentro da casa alugada pela vítima e uma amiga, que foram ameaçadas de morte por Adriano. As amigas chegaram a Salvador na quinta-feira e alugaram a casa em uma localidade perto do Morro do Gavazza, na Barra.
Segundo a polícia, Adriano invadiu a casa armado com uma faca e exigiu dinheiro das mulheres. Ele foi reconhecido por uma tatuagem no braço direito e um ferimento recente na perna.
As turistas decidiram permanecer em Salvador, em outro endereço.

Uma pessoa morre e três ficam feridas em tiroteio

Fato ocorreu em Aracati. Sobreviventes disseram não ter ligação com nenhuma facção criminosa.



Uma pessoa foi morta e três ficaram baleadas após um ataque a uma casa que fica no Conjunto São Rafael, no município de Aracati. Segundo o delegado plantonista, Vinícius Fixina, pelo menos três homens em uma Hilux de cor preta desceram do carro e invadiram a casa. A polícia investiga se o caso tem ligação com brigas entre facções criminosas. 
Um homem de 23 anos, que não foi identificado, estava dormindo quando foi baleado e morto. Ele foi levado para o hospital municipal, mas não resistiu.
A namorada da vítima foi baleada de raspão na perna. A irmã do rapaz morto também foi baleada com um tiro na perna, com fratura exposta e deve ser transferida para o IJF, em Fortaleza. Um  outro rapaz foi baleado no punho. 
Segundo informações, todos os sobreviventes são residentes do bairro Vicente Pinzon e alugaram a casa para passar o carnaval. As vítimas informaram que não fazem parte de facção criminosa.

Bombeiros apagam focos de incêndio no prédio dos Correios

O incêndio foi registrado na tarde desta terça-feira (13).

Na manhã desta quarta-feira (14), equipes do Corpo de Bombeiros de Fortaleza, ainda trabalhavam apagando pequenos focos de incêndio no prédio da agência dos Correios localizada na Avenida Oliveira Paiva, que pegou fogo na tarde de ontem (13). A previsão é de que até o meio-dia de hoje (14), todos os focos sejam apagados.
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, estão sendo usadas três viaturas e mais um caminhão-tanque no trabalho de rescaldo do prédio.
Ainda de acordo com os Bombeiros, o prédio onde funciona a administração dos Correios não sofreu muitos prejuízos por causa do incêndio, somente o teto de PVC que veio a baixo.
Segundo o Corpo de Bombeiros, o acesso de pessoas ao local ainda vai demorar um pouco, pois ainda tem muitos escombros e material que precisam ser retirados do prédio.
O incêndio atingiu o galpão de triagem de objetos pessoais (cartas e encomendas do Sedex e PAC). De acordo com os Bombeiros, pelo menos 90% do galpão foi atingido pelas chamas.
Os Correios informaram que será feito um levantamento da quantidade de encomenda destruída pelo incêndio.
No momento do incêndio, o local estava fechado e apenas o vigilante estava no local, foi ele que acionou o Corpo de Bombeiros para apagar as chamas.
Ainda de acordo com os Correios, somente depois da realização da perícia e da divulgação do resultado é que as indenizações serão pagas aos clientes que tiveram as suas encomendas extraviadas, danificadas e até mesmo incendiada.
O trabalho no Centro de Triagem não tem previsão de quando vai voltar ao normal, segundo os Correios.
Um outro incêndio também foi registrado na tarde de ontem (13), em uma empresa de pescadono município de Acaraú.
Entramos em contato com a Assessoria de Comunicação dos Correios que nos enviou a seguinte nota:
“Os Correios esclarecem que o incêndio no Centro de Triagem de Cartas e Encomendas (CTCE Fortaleza) foi identificado por volta das 15h50 de terça-feira (13) pelo vigilante da empresa que estava de plantão na guarita externa do local. Ele acionou o Corpos de Bombeiros. Não houve feridos.
Nesta quarta-feira (14) pela manhã os profissionais do Corpo de Bombeiros seguem atuando no local. Até o momento o prédio não está liberado para a realização da perícia que irá determinar as causas do incêndio.
Os Correios estão elaborando um plano para garantir a continuidade da triagem das cargas destinadas ao Ceará. Em relação aos empregados lotados no CTCE Fortaleza, hoje eles estão sendo remanejados para unidades de distribuição da empresa.
O CTCE faz a triagem das cartas e encomendas que são entregues pelas unidades de distribuição da empresa no Estado; também encaminha os objetos  postados no Ceará com destino a outras regiões. O Galpão ocupa uma área de cerca de 10 mil metros quadrados.
A empresa esclarece ainda que irá realizar o levantamento da carga postal atingida e, para avaliar eventuais indenizações, faz-se necessário aguardar os resultados das perícias técnicas que serão realizadas pelas autoridades. Os Correios manterão os clientes informados sobre como proceder”.

Colisão entre carro de passeio e caminhão-pipa deixa uma vítima fatal entre Pedra Branca e Mombaça




Uma colisão entre um veiculo Gol e um Caminhão-Pipa deixou uma vítima fatal na CE-060, entre Mineirolândia distrito de Pedra Branca e Mombaça na noite desta última terça-feira (13). A informação é do Portal De Noticia CE.

Era pouco antes das 22 horas quando o correu o sinistro, o motorista do carro de passeio identificado como Raimundo Neto residente em Mineirolândia, distrito de Pedra Branca, teve morte imediata, ficando preso as ferragens.

Uma viatura do corpo de Bombeiro foi acionada para o resgate da vítima. 

Já o motorista do caminhão foi socorrido ao Hospital Municipal de Mombaça, Antonina Aderaldo Castelo, mas sem ferimentos graves.

PRF registra 36 acidentes com duas vítimas fatais no Ceará

Os acidentes com vítimas foram registrados nas cidades de Tauá e Alto Santo.


Type caption for image (optional)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 36 acidentes nas BR's que cortam o Ceará durante o período da última sexta-feira (09) até a noite desta terça-feira (13). O período compreende a Operação Carnaval 2018. Até o momento, foram contabilizados 35 feridos e duas mortes.
A PRF informou ainda que foram capturadas 1.382 imagens de veículos trafegando em excesso de velocidade, um estava a mais de 160 km/h numa rodovia onde a máxima permitida era 80.
Foram feitos também 257 flagrantes de ultrapassagens proibidas.
O resultado final será divulgado nesta quinta-feira (15), com todos os dados da Operação Carnaval 2018.
Proxima → Página inicial