segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Balanço parcial aponta 46 assassinatos em um fim de semana sangrento na Grande Fortaleza

Quarenta e seis pessoas foram assassinadas em todo o estado do Ceará durante o fim de semana. Os números, porém, ainda são parciais na estatística do período compreendido entre a última sexta-feira (8) e o começo da madrugada desta segunda-feira (11). Cinco duplos homicídios e quatro corpos carbonizados foram registrados no plantão.

Ainda na sexta-feira (8), dois homens foram mortos, a tiros, no bairro Ancuri, na zona sul de Fortaleza e os  corpos queimados em plena via pública.  As vítimas não foram identificadas. A Polícia descobriu que antes do crime foi registrado um tiroteio no local.

No sábado  (9) à noite, três homens foram baleados dentro de uma lanchonete localizada na Avenida General Osório de Paiva, no Parque São José, em Fortaleza. Dois deles acabaram morrendo ainda no local e o terceiro foi socorrido. Os mortos foram identificados como Rodney Câmara Leonardo, 24 anos; e Carlos Henrique Nascimento de Lima, 21.

Queimados

Na manhã do domingo (10), dois corpos humanos foram encontrados carbonizados dentro de um veículo modelo Polo, incendiado nas margens da BR-116, no Município de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).  UM dos homens foi identificado como sendo um policial militar. Era o soldado PM Mauro Sérgio Lopes Bezerra.  A outra vítima seria o motorista de um Uber.

À noite, duas jovens foram assassinadas a tiros, nas proximidades do Terminal de Passageiros do bairro Antônio Bezerra, na zona oeste de Fortaleza. Elas teriam sido executadas por bandidos da Favela Buraco da Jia, localizada nas proximidades do terminal. Apenas uma delas foi identificada informalmente. Tratava-se de Shayanne Sousa Saraiva.

Números

Em Fortaleza, 21 pessoas foram assassinadas nos seguintes bairros: Passaré, Ancuri (duplo), Conjunto Palmeiras, Pirambu, Paragngaba, Jardim Iracema, Parque São José (duplo), Praia do Futuro, Aerolândia, São Gerardo, Barra do Ceará, Antônio Bezerra (duplo), Joaquim Távora, Canindezinho, Parque Dois Irmãos e Pici.

Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram 11 homicídios nos seguintes Municípios: Pacajus (4), Maracanaú (4), Caucaia (2) e São Gonçalo do Amarante.

No Interior Norte, foram sete assassinatos em, Varjota (3), Aracoiaba, Baturité, Crateús e Itapajé.

No Interior Sul, sete crimes de morte em Juazeiro do Norte (2), Quixadá, Ibicuitinga, Caririaçu e Beberibe (duplo). 

Fonte. Fernando Ribeiro.


ANUNCIE SUA MARCA COM A GENTE POR UM PREÇO QUE CABE NO SEU BOLSO. ESTAMOS A DISPOSIÇÃO 24HRS NO WHATSSAP. 85-992060602 FALAR COM O CARACARÁ.

NO CEARÁ PACIFICO; MAIS UM FINAL DE SEMANA E MARCADO POR ASSASSINATOS E MORTES VIOLENTAS.

O plantão policial deste final de semana, que correspondem as 18hr00 da sexta feira dia 8/12,  e as 6hr00 da segunda feira 11/12, registrou vários homicídios em diversas partes do estado e também na capital Cearense, no Ceará pacifico o crime não para não descansa.


Dois corpos foram encontrados ardendo em chamas na noite de sexta-feira (8) na periferia de Fortaleza. As cenas de uma barbárie foram registradas no bairro Ancuri, na zona sul da cidade, crime teriam sido provocadas por mais um capítulo da guerra declarada entre as facções criminosas Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE). Horas antes, a Polícia queimou uma bandeira da GDE que havia sido fincada no alto de uma caixa d’água de uma creche pública no bairro Conjunto Palmeiras II, no Grande Jangurussu.
Por volta das 22 horas, a Polícia Militar foi acionada através da (Ciops), para atender à ocorrência no bairro Ancuri. Depois do registro de tiros disparados em via publica, bandidos teriam ateado fogo nos corpos de dois homens que haviam sido baleados durante o confronto entre as facções.
Quando a primeira patrulha da PM chegou ao local, logo verificou a veracidade da denúncia. Os corpos ainda estavam em chamas no meio da rua. Rapidamente, os policiais trataram de apagar as chamas, mas dois homens já estavam mortos. Equipes da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foram acionadas para o local.

Temendo represálias dos criminosos, os moradores do bairro fecharam as portas de suas casas e não saíram às ruas. Os tiroteios e mortes naquela comunidade têm se intensificado nos últimos meses.
PACAJUS

Já no sábado dia 09/12 por volta das 10hr30 da manhã uma fuga em massa foi registrada na cadeia publica de Pacajus, Cerca  de 12 presos conseguiram escapar facilmente da Cadeia Eles se aproveitaram da falha no sistema de segurança e das estruturas do prédio. O momento em que vários detentos pulam o muro da cadeia foi registrado em fotografias tiradas por moradores e comerciantes de estabelecidos próximos daquela unidade do Sistema Penitenciário cearense
As fugas na Cadeia Pública de Pacajus são recorrentes. Praticamente todas as semanas, detentos conseguem escapar do prédio. No mês passado foram várias fugas e a Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus) providenciou a transferência dos mais perigosos para as Casas de Privação Provisória da Liberdade (CPPLs).
O número exato de presos que escaparam não foi ainda divulgado. A Polícia Militarfaz buscas em toda a região na tentativa de recapturar os foragidos. Entre eles, estão assaltantes, homicidas e traficantes de drogas.

QUIXADÁ


Mais um m crime com características de pistolagem foi registrado na cidade de Quixadá, na região  Sertão Central do Ceará (a 154Km de Fortaleza). Um pequeno comerciante foi assassinado, a tiros, na porta do seu estabelecimento comercial no começo da manhã deste sábado (9). Era por volta de 6 horas quando pistoleiros em uma motocicleta executaram sumariamente o comerciante conhecido por José Maria, na porta de estabelecimento, um depósito de material de construção, localizado no bairro Alto do São Francisco.  Nada foi roubado da vítima, o que, a princípio, afasta das investigações policiais a hipótese de um caso de latrocínio (roubo seguido de morte).
Segundo o relato de testemunhas, José Maria chegava ao seu local de trabalho quando, de repente, surgiram dois homens em uma motocicleta. O garupeiro sacou uma arma e disparou o primeiro tiro na cabeça do comerciante, que caiu já praticamente morto. Em seguida, foram ouvidos mais estampidos. A dupla fugiu rapidamente.
ATE AGORA NIGUEM FOI PRESO...
Vaqueiro morto EM IBICUITIGA
Em Ibicuitinga, Município também do Sertão Central do Ceará (a 190Km de Fortaleza), um assassinato foi registrado na manhã de hoje. Um vaqueiro da Fazenda Lagoa dos Porcos foi crivado de balas no começo da manhã. O crime é misterioso.
Em Fortaleza, foi registrado um caso de homicídio na manhã deste sábado no bairro Conjunto Palmeiras. Um jovem – ainda não identificado – acabou baleado e morto na Rua Catolé. Equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local fazendo as primeiras investigações.


quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

EXCLUSIVO: PF descobriu que policiais agiam com “almas” para extorquir traficantes

As investigações que desarticularam um suposto esquema de corrupção na Divisão de Narcóticos do Ceará, falsos policiais agiam com os verdadeiros agentes para atrair os traficantes que seriam alvos das extorsões


Após seis meses de investigação sigilosa, com escuta telefônica dos suspeitos autorizada pela Justiça, a Polícia Federal concluiu que policiais civis lotados na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas  (DCTD) montaram uma rede criminosa de extorsão a traficantes que incluía até falsos agentes, conhecidos na linguagem policial como “almas”. A função deles era servir como “isca” para atrair os traficantes que seriam extorquidos com ameaças de prisão caso não pagassem a propina aos agentes da DCTD.
A investigação apontou que os “almas” marcavam encontros com os traficantes para comprar drogas. Quando estes apareciam no local marcado para entregar os entorpecentes, eram surpreendidos com a chegada dos policiais da DCTD ou “Narcóticos”. A partir de então, começava a negociação e as ameaças para que os bandidos entregassem as drogas e a propina exigida pelos policiais.
Segundo a PF, em várias ocasiões, os policiais recebiam a propina e levavam também as drogas, liberando os traficantes. Outras vezes, prendiam os acusados, mas formalizavam nos autos do flagrante apenas a apreensão de apenas uma parte da droga encontrada com os presos. O restante dos entorpecentes,  usavam depois para vender ou mesmo forjar flagrantes contra outras pessoas.  Na casa de um dos policiais, os agentes da PF apreenderam, nada menos, que R$ 340 mil em espécie, que seriam, supostamente, dinheiro fruto das extorsões.
Escuta telefônica
Além dos delegados Patrícia Bezerra de Souza Dias Branco, Anna Cláudia Nery da Silva e Lucas Saldanha Aragão, a PF obteve na Justiça a autorização para a escuta telefônica (quebra de sigilo) de  todos os agentes e “almas” suspeitos de formar um suposto esquema criminoso de corrupção nas atividades de rua e no âmbito da Narcóticos.
Foram identificadas nas diligências da PF, pelo menos, cinco “almas” que tinham a função de “conseguir contatos com traficantes e simular compra de drogas, sendo que no momento da entrega da referida droga, era abordado  na companhia dos traficantes a serem extorquidos. Contra estas pessoas há, inclusive, a suspeita de que seriam responsáveis pela futura venda da droga ilícita desviada.
As “almas” identificadas pela PF são: Francisco Antônio Duarte, Felipe Rodrigues da Silva, José Ricardo do Nascimento, Paulo Sérgio Mariano de Sousa (pai de Felipe) e uma pessoa que atende pelo apelido de “Ju” e que seria de confiança de Felipe. Alguns deles foram presos durante a operação da PF realizada nesta quarta-feira (6).
Ainda de acordo com as investigações da PF, os policiais envolvidos diretamente nas extorsões aos traficantes são: Petrônio Jerônimo dos Santos, Antônio Chaves Pinto Júnior, Raimundo Nonato Nogueira Júnior, José Audízio Soares Júnior, Fábio Oliveira Benevides, Rafael de Oliveira Domingues, Antônio Henrique Gomes de Araújo, Antônio Márcio do Nascimento Maciel, Francisco Alex de Souza Sales, Gleidson da Costa Ferreira, Fabrício Dantas Alexandre, Alexandra Maia Ximenes e João Felipe de Araújo Sampaio Leite.  “estes, estão envolvidos nas práticas criminosas investigadas e contam com o apoio da chefia, no caso a delegada Patrícia Bezerra de Sousa Dias Branco, Lucas Saldanha Aragão e Anna Cláudia Nery da Silva”, assinala a PF.
Chefe do bando?
Em outro ponto da investigação federal, o inspetor Petrônio Gerônimo Santos é apontado como a pessoa que, “exerce papel de liderança no esquema criminoso”.
A Polícia Federal chegou a encaminhar ao Ministério Público Federal o pedido formal para o afastamento das funções de todos os citados, contudo, o MPF analisou o conjunto de provas e requisitou à Justiça que seis dos investigados fossem apenas removidos para outras unidades da Polícia Civil  e passassem a exercer apenas atividades burocráticas, relacionadas apenas à administração, entre elas, a delegada Anna Cláudia.
O juiz Danilo Dias Vasconcelos de Almeida determinou, então que, além da delegada Anna Cláudia, fossem  somente remanejados para outras delegacias, através de “remoção compulsória”, os seguintes policiais: Alexandre Maia Ximenes, Raimundo Nonato Nogueira Júnior, João Felipe de Araújo Sampaio Leite, Gleidison da Costa Ferreira e Fabrício Dantas Alexandre.
Foram afastados do cargo, pelo prazo de 90 dias, a delegada Patrícia Bezerra, o delegado Lucas Saldanha Aragão  e os inspetores Antônio Chaves Pinto Júnior, José Audízio Soares Júnior, Fábio Oliveira Benevides, Antônio Henrique Gomes de Araújo, Francisco Alex de Souza Sales, Antônio Márcio do Nascimento Maciel, Petrônio Gerônimo dos Santos e Rafael de Oliveira Domingues. Todos tiveram que entregar à PF seus distintivos, identidade funcional, armas, coletes e outros equipamentos pertencentes à Polícia Civil.
Filmados
Imagens obtidas pela PF mostram a ação dos policiais em situações que, supostamente, seriam de momentos em que os agentes praticavam as extorsões aos traficantes.
Em uma dessas ocasiões, um grupo de inspetores da  Narcóticos é filmado no dia  18 de maio de 2015, entrado e saindo do apartamento do português Carlos Miguel de Oliveira Pinheiro com mochilas, sacolas e uma mala.  Na delação premiada ao Ministério Público, o português revelou que aquela foi a primeira extorsão que sofreu dos agentes. De lá, os inspetores teriam levado cerca de R$ 90 mil em espécie, além de anabolizantes e perfumes importados, celulares e até lençóis.   Tal informação  e pela constatação das filmagens em poder da PF revela o suposto crime praticado pelos agentes já que a primeira prisão de Carlos Miguel só aconteceu, formalmente, cinco meses depois.
Foi no dia 16 de outubro, quando o português, segundo seu relato ao MPF na delação premiada, teria sofrido uma segunda tentativa extorsão dos policiais. Estes teriam ecigido dele a quantia de R$ 25 mil e como Carlos Miguel não pagou, acabou preso.
No dia 2 de junho de 2016, Carlos Miguel voltou a ser preso também por policiais da DCTD pelo mesmo motivo: a venda de anabolizantes.
Em um dos diálogos via celular captados  pela PF (com a devida autorização judicial) envolvendo dois policiais investigados, eles falam sobre uma extorsão. Um deles cita o quanto lucrou e o outro responde: “por que tu não pediu mai

Vendedor de salgados é morto dentro de ônibus

O vendedor de salgados identificado como Marcos Antônio Lima Beviláqua, de 50 anos de idade foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (6), dentro de um ônibus que fazia a linha Capuã/Jandaiguaba, na cidade de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.
De acordo com informações da esposa da vítima, ele estava no Centro de Caucaia vendendo salgados e seguia para casa no coletivo. A Polícia Militar disse que os assassinos também subiram no coletivo no centro daquele município. Quando chegou na rua José Holanda Nogueira, no bairro Jandaiguaba próximo ao campo de futebol, um dos homens efetuou vários disparos na cabeça da vítima. Após a execução, os homens conseguiram fugir.
A esposa de Marcos não soube dizer o que teria motivado a morte do marido. Ele deixa esposa e quatro filhos.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Ceará já registrou em 2017, 34 casos de chacinas como 121 pessoas mortas



A maioria das chacinas é ordenada por chefes de quadrilhas confinados em presídios
Trinta e quatro chacinas foram registradas no Ceará em 2017. A matança coletiva deixou um saldo de  121 mortos em 22 casos de triplos homicídios, oito quádruplos, dois quíntuplos, um sêxtuplo e um sétuplo. São assassinatos praticados, em sua maioria , por ordem do crime organizado.  Em seis deles, as vítimas tombaram em confronto com a Polícia, o que leva as autoridades a não contabilizá-los em suas estatísticas anuais dos assassinatos no estado.
O mais recente caso de chacina ocorreu nesta segunda-feira (4) no Município de Ipueiras (a 298Km de Fortaleza), quando uma mulher de 30 anos e seus três filhos (de 5, 8 e 11 anos de idade) foram assassinados a golpes de faca e tiveram os corpos carbonizados após o assassino incendiar intencionalmente a casa onde as vítimas e ele moravam. O criminoso – que está sendo procurado – tinha um relacionamento com a mulher e as crianças eram suas enteadas.
Os assassinatos coletivos são todos investigados pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa por conta de uma portaria assinada pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, delegado federal André Costa, na qual ele redefiniu as atribuições da DHPP e, ao mesmo tempo, considerou como chacina todos os assassinatos no estado com três ou mais mortos.
As 34 chacinas deixaram mortos 108 homens e 13 mulheres sendo 11 casos emn Fortaleza, 9 na Região Metropolitana e mais 14 no Interior do estado. 
Veja, a seguir, a lista completa dos 34 casos de chacinas no Ceará neste ano:
1 – 13 de janeiro – Duas mulheres e um homem mortos em Limoeiro do Norte
2 – 20 de fevereiro – Três homens e uma mulher mortos no bairro Bom Jardim, em Fortaleza
3 – 18 de março – três jovens assassinado, a tiros, no bairro Álvaro Weyne, na Capital
4 – 28 de março – Dois homens e uma mulher assassinados no bairro Matadouro, em Quixeré
5 – 30 de março – três homens executados, a tiros, no bairro Padre Andrade, em Fortaleza  
6 – 1º de abril – Sete mortas numa ação da Polícia contra assaltantes de bancos em Jaguaruana
7 – 16 de abril – Quatro homens fuzilados na localidade Capim Grosso, zona rural de Russas
8 – 30 de abril – Três jovens assassinados no bairro Monte Castelo, na periferia de Itapajé
9 – 19 de maio – Três homens mortos, a tiros, no Município de Coreaú
10 – 25 de maio – Triplo assassinato de três jovens no bairro Dias Macedo, em Fortaleza
11 – 28 de maio – Duas garotas e um homem são executados a tiros na CE-040, em Aquiraz
12 – 3  de junho – Seis jovens são mortos numa casa de praia no Porto das Dunas, em Aquiraz
13 – 6 de junho – Três bandidos morrem numa troca de tiros com a PM em Catarina
14 – 7 de junho – Confronto entre a Polícia Civil e bandidos deixa 4 mortos na Riviera, em Aquiraz
15 – 12 de junho – Dois homens, duas mulheres e uma criança são mortos no bairro Diadema 2, Horizonte
16 – 22 de junho – Triplo homicídio deixa três jovens mortos na Granja Portugal, em Fortaleza
17 – 24 de junho – Tiroteio entre facções deixa três mortos na Barra do Ceará, em Fortaleza
18 – 11 de julho – Tiroteio numa tentativa de assalto a um carro-forte deixa quatro mortos no bairro Parque São José, em Fortaleza
19 – 14 de julho – Três jovens são mortos, a tiros, no Parque Leblon, em Caucaia
20 – 19 de julho – Uma chacina entre traficantes deixa quatro mortos no bairro cacimbão, na periferia da cidade de Paraipaba
21 – 22 de julho – Três homens são mortos, a tiros, no bairro Patrícia Gomes, em Caucaia
 22 – 30 de julho – Confronto entre a PM e bandidos deixa cinco mortos no Sítio Volta, na zona rural do Município de Aracati
23 – 10 de agosto – Três detentos são assassinados na Cadeia Pública de São Gonçalo do Amarante
24 – 14 de agosto – Três bandidos morrem em confronto com a PM em Boa Viagem
25 – 25 de setembro – Três homens são assassinados em um carro quando retornavam de depoimentos na delegacia de Polícia, em Juazeiro do Norte
26 – 30 de setembro – Três homens são assassinados, a tiros, no bairro Aracapé, em Fortaleza
27 – 4 de outubro – Três homens mortos numa residência no bairro Granja Lisboa, na Capital
28 – 8 de outubro – Uma chacina deixa quatro mortos no bairro Bom Jardim, em Fortaleza
29 – 28 de outubro – Na localidade de Pitombeiras, três pessoas são mortas a tiros, em Crateús
30 – 30 de outubro – Três adolescentes mortos de dentro de um transporte escolar, em Paraipaba
31 – 31 de outubro – Três detentos são mortos e carbonizados na CPPL 2, em Itaitinga
32 – 4 de novembro – Na Lagoadas Queimadas, duas mulheres e um homem são mortos, Horizonte
33 – 12 de novembro – Quatro adolescentes são seqüestrados do Centro de Semiliberdade Martir Francisca, no bairro Sapiranga, e executados a tiros por uma facção criminosa do bairro
34 – 4 de dezembro – Uma mulher e seus três filhos (todos crianças) são mortos a golpes de faca e os corpos carbonizados num incêndio na casa provocado pelo assassino, na zona rural de Ipueiras 
FONTE. FERNANDO RIBEIRO

Três mulheres mortas em Fortaleza em menos de 24 horas. No ano, já são 315 vítimas da violência

Manhã de hoje: Elizângela Nascimento da Silva, 37, morta num ponto de ônibus, em Messejana

Subiu para 315 o número de mulheres assassinadas no Ceará em 2017. Nas últimas 24 horas, mais três crimes de morte do gênero foram registrados pelas autoridades, todos na Capital.  Entre as vítimas está uma líder comunitária que fazia um trabalho social com crianças e adolescentes para tirá-las das drogas. Outra vítima foi encontrada degolada e a terceira foi morta nas primeiras horas de hoje (6) em um ponto de ônibus quando seguia para o trabalho.
A líder comunitária e repentista Cristina dos Santos, conhecida por “Cristina Poeta”, morreu no hospital na tarde desta terça-feira após passar cerca de 20 dias internada. Ela sofreu um atentado há três semanas quando se encontrava em um ponto de ônibus na Avenida Senador Fernandes Távora, no bairro Genibaú, onde morava e praticava as ações sociais com a comunidade.
“Cristina Poeta” transformou a sua casa, no Genibaú, num local de atividades lúdicas e educativas para crianças e adolescentes, tais como contação de estórias, dança, brincadeiras e leitura. Ela repetia nas entrevistas que concedia a imprensa que sua intenção era tirar  as crianças e adolescentes das ruas e impedir que fossem recrutadas pelo tráfico. 
Há três semanas ela foi atacada no ponto de ônibus e sofreu três tiros à queima-roupa. O atirado estava em um carro e, após atirar contra a mulher, ainda passou o carro duas vezes por cima do corpo da vítima, desceu novamente do veículo e disparou mais tiros.  Para a Polícia, a suspeita é de que o crime tenha sido ordenado por traficantes da área.
Mais mortes
Na noite de ontem (5), o corpo de uma mulher foi encontrado sem a cabeça no bairro Aracapé, na zona sul da Capital. Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e peritos da Pefoce estiveram no local e iniciaram as investigações. Horas depois, a cabeça foi encontrada. O corpo foi encaminhado para a sede da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) sem identificação.
Já na manhã desta terça-feira, por volta de 5h30, uma mulher foi assassinada enquanto espera um coletivo em um ponto de ônibus na Avenida Frei Cirilo, em Messejana. A vítima foi identificada por Elizângela Nascimento da Silva, 37 anos. A Polícia não descarta a hipótese de um latrocínio (roubo ou tentativa de roubo seguida de morte). Contudo, outra linha de investigação também está sendo seguida.  A Polícia mantém sigilo sobre o caso. 

Preso em Ipueiras homem acusado de matar e carbonizar os corpos da companheira e de três enteados



O assassino foi preso após quase três dias escondido na mata. Clóvis foi levado para Crateús
Após 72 horas de buscas na mata, a Polícia Civil  capturou em Ipueiras (a 298Km de Fortaleza) o homem acusado de ter praticado um quádruplo assassinato, ao matar a facadas e incendiar uma casa carbonizando os corpos de sua companheira e de três crianças que seriam suas enteadas. A tragédia familiar  aconteceu na manhã da última segunda-feira (4), na zona rural daquele Município. Desde então, as autoridades faziam diligências para localizar o criminoso.
Francisco Clóvis Camelo foi detido no começo da manhã desta quarta-feira (6), ainda na zona rural de Ipueiras, e está sendo conduzido pela Polícia Militar para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Crateús, onde deverá ser autuado em flagrante por crime de homicídio qualificado.
Ele teria assassinado a facadas e, em seguida, incendiado a casa onde morava com as vítimas. Antes, teve o cuidado de tirar de lá seu único filho legítimo com a companheira. O casal vivia em crise por conta de ciúmes. A chacina ocorreu depois de mais um desentendimento.
Crianças
Francisco Clóvis matou a companheira, Antônia Conceição Rodrigues da Silva, 30 anos; e três filhos dela de outra relação: Francisco Erick Rodrigues de Sousa, 5 anos; Maria das Graças Rodrigues de Sousa, 8 anos; e Natália Rodrigues de Sousa, 11.
A chacina revoltou a população de Ipueiras, que passou a caça o criminoso com a intenção de linchá-lo. Ele, no entanto, desapareceu no matagal e passou três dias escondido, até ser descoberto no começo da manhã desta quarta-feira. 


Fonte. Fernando Ribeiro

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Polícia caça homem que matou a companheira e três enteados carbonizados



Francisco Clóvis matou a companheira e as crianças incendiado a casa. Ele está foragido e caçado
A Polícia continua as buscas para tentar encontrar o homem acusado de ter praticado uma chacina na localidade de Pai Mané, na zona rural do Município de Ipueiras (a 298Km de Fortaleza) na manhã desta segunda-feira (4). Num ataque de fúria, ele incendiou a casa onde morava, matando a companheira e três crianças que seria suas enteadas. A população está de luto e ajuda as autoridades na tentativa de localizar o assassino.
A tragédia familiar foi premeditada. Francisco Clóvis Camelo constantemente discutia com a companheira, Antônia Conceição Rodrigues Silva, 30 anos, por causa de ciúmes. Na manhã de ontem, ele planejou e executou o crime. Sua primeira providência foi tirar da casa seu filho legítimo, uma criança, que foi entregue a uma tia. Em seguida, ele retornou para casa e teria esfaqueado a mulheres e as três crianças, para depois incendiar a residência.
Os corpos de Antônia Conceição e de seus três filhos foram encontrados pelos vizinhos e encaminhados pela Polícia para o núcleo da Perícia Forense de Sobral, onde hoje passarão por exames. As três crianças foram identificadas como Francisco Erick Rodrigues de Sousa, 5 anos; Maria das Graças Rodrigues de Sousa, 8 anos; e Natália Rodrigues de Sousa, 11.
Ainda no começo da noite de ontem surgiram boatos de que o assassino teria praticado o suicídio no matagal para onde teria fugido após causar o incêndio e matar as quatro pessoas. No entanto, a informação não foi confirmada e as buscas prosseguem na tentativa de encontrá-lo. 
Fonte.Fernando Ribeiro

EM CAMOCIM, JOVEM DE 18 ANOS LESIONA A GOLPE DE PAU IDOSA DE 60 ANOS E É PRESO PELA POLÍCIA MILITAR


Um jovem de 18 anos lesionou a golpes de pau uma idosa de 60 anos durante a noite de domingo, 03, na Rua José Bernardino Melo, bairro Jardim das Oliveiras, aqui em Camocim. Conforme informações repassadas pela polícia para o blog, era por volta das 21h40 quando o jovem Tiago dos Santos Araújo, 18 anos, se desentendeu com a idosa Maria Marta Soares, 60 anos, e desferiu uma paulada na sua cabeça, ocasionando uma lesão profunda. Policiais militares da Força Tática foram enviados para o local e lá colheram maiores detalhes. Um cerco foi feito em uma mata que o elemento tinha se escondido e em cerca de 20 minutos o elemento foi preso. Tiago confessou o crime e justificou dizendo que teria agredido a idosa devido uma rixa antiga entre suas famílias. Já a idosa relatou para a polícia que foi lesionada sem motivo nenhum.
As partes foram conduzidas para a DPC de Jijoca onde Tiago foi enquadrado por crime de lesão corporal.

Tiago, acusado
Efetuaram a prisão: Sgt Flávio, Sgt Cleuton e Sd Ribeiro
Camocim Polícia 24h

domingo, 3 de dezembro de 2017

Corpo carbonizado e com marca de tiro é encontrado em Iguatu-Ce




 Na manhã deste domingo, 03, populares do Distrito de José de Alencar, precisamente da localidade de Cruz de Pedras, encontraram o corpo de um homem, carbonizado e com marca de um tiro na cabeça.


A Polícia Militar foi acionada, e uma guarnição está no local, o IML enviou o Rabecão para a localidade e removerá o corpo. Em contato com o 10ºBPM, a identidade da vítima até o momento não foi possível, além disto, moradores da região afirmam que não reconhecem o corpo.

Novas informações em instantes   


Fonte - Iguatu. NET
Proxima → Página inicial