quarta-feira, 31 de maio de 2017

EXECUÇÃO SUMARIAR: DOIS HOMENS SÃO EXECUTADOS EM UM BAIRRO DE FORTALEZA-CE TUDO FOI FILMADO PELOS ASSASSINOS.


DUPLO HOMICÍDIO REGISTRADO NA TARDE DE ONTEM NA COMUNIDADE DO GEREBA, POR TRÁS DA ANTIGA RAMPA DO JANGURUSSU...

OS MESMO FAZEM PARTE DA FACÇÃO P.C.C.

VEJAM O VIDEO.


Os  Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) “explodiram” neste mês de maio. Superaram os 400 casos, levando as estatísticas da Segurança Pública do Ceará às alturas e fazendo furos no barco do programa “Ceará Pacífico”. A guerra declarada entre as facções criminosas que atuam no estado vem produzindo efeitos catastróficos para a Segurança e causando um derramamento de sangue nas ruas, deixando órfãos, viúvas e famílias inteiras na mais profunda tristeza. Na sociedade, a sensação é de medo generalizado.
Na semana passada, em dois dias, a violência fugiu do controle das autoridades. Na quinta-feira, dia 18, corpos ficaram expostos horas a fio nas ruas e avenidas da Capital à espera da chegada de equipes da DHPP para iniciar as investigações e, só depois disso, serem liberadas a perícia e remoção dos cadáveres ao necrotério da Pefoce. No sábado (27) e no domingo (28) a história se repetiu.
Em apenas quatro dias – entre quinta-feira (25) e domingo (28) – nada menos, que 77 pessoas foram assassinadas no Ceará, o que dá uma média de 19,25 assassinatos/dia, elevando assim as taxas dos CVLIs a patamares de 2014, quando, na época, era governador do Estado o hoje pedetista Cid Gomes. Naquela ocasião, o programa Ronda do Quarteirão já começava a embicar.  Cid foi embora e Camilo assumiu o governo com a promessa de fazer da Segurança Pública seu norte, sua prioridade no Palácio da Abolição.
No começo do novo governo, facções entraram em um “acordo de paz” e os números da violência foram lá pra baixo. Camilo, numa posição confortável diante da queda abissal dos assassinatos, demorou a admitir  a presença dessas organizações criminosas no estado. O pacto entre elas se rompeu e a matança recomeçou. E o resultado de tudo isso está traduzido nos números de hoje. A guerra entre Comando Vermelho (CV), PCC, Guardiões do Estado (GDE) e Família do Norte (FDN) parece está longe do fim.


←  Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário