sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Cinco integrantes de facção são presos no Bom Jardim

Foram apreendidos um fuzil AK-47, uma pistola , 20 munições e 300g de maconha 'skank', em um terreno baldio que o grupo mantinha

Cinco supostos integrantes de uma facção criminosa foram presos, nos últimos dois dias, no bairro Bom Jardim, em diligências da 'Operação Profilaxia', deflagrada pela Polícia Civil. Dentre os capturados, está Francisco Márcio Teixeira Perdigão, 39, apontado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) como um dos criminosos mais perigosos e reincidentes do Estado.

De acordo com informações do Departamento de Polícia Especializada (DPE), as investigações acerca da quadrilha tiveram início há três meses. Além de Perdigão, que segundo a Polícia é um dos líderes do tráfico de drogas na região Sudoeste de Fortaleza, foram capturados nos últimos dois dias Jeová Silva Sousa, Werverton Moreira de Brito, Glícia Candido Castelo Branco e Francisca Paula Farias Silva.

O delegado geral da Polícia Civil do Ceará, Everardo Lima, disse que foram apreendidos um fuzil AK-47, uma pistola calibre 7.65, 20 munições e 300g de maconha 'skank', em um terreno baldio que o grupo mantinha.

"Esse grupo já vinha sendo monitorado. Chegou até nós que eles andavam livremente na região e diziam que nunca iriam ser presos", afirmou Lima.

Segundo a Polícia, a participação das mulheres acontecia de forma indireta. Glicia Castelo Branco abrigava suspeitos de homicídios e Francisca Silva falsificava documentos.

Ontem, em coletiva de imprensa, o titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), delegado Harley Alencar Filho, ressaltou que a operação aconteceu especificamente no bairro Bom Jardim, devido aos altos números de assassinatos na região.

"Tentamos neutralizar as lideranças para reduzir os números de homicídios. É determinação do Secretário de Segurança André Costa atuarmos nos bairros com mais mortes", disse o titular da Draco. Somente neste ano, a Área Integrada de Segurança (AIS) 2, onde está localizado o bairro Bom Jardim, já registrou 132 assassinatos.

Presídio Federal

Por conta da posição de liderança de Márcio Perdigão em relação a outros criminosos locais e de sua ligação com a facção Primeiro Comando da Capital (PCC), a Polícia Civil afirmou que pedirá a transferência dele para um presídio federal. O delegado Harley Filho ressaltou que Perdigão já atuou em ataques a banco e, há pouco tempo, migrou para o tráfico de drogas.

Perdigão também é apontado como sequestrador e falsificador de documentos. O suspeito ficou conhecido pela Polícia, quando atuou no bando de Alexandre de Sousa Ribeiro, o 'Alex Gardenal'.

Com outros quatro homens da quadrilha 'Gardenal', Perdigão invadiu uma escola no bairro Papicu, em 2008, e sequestrou o filho de um empresário cearense. O estudante foi mantido refém durante 23 dias.

Em 2010, o criminoso fugiu do Instituto Penal Paulo Sarasate vestindo uma farda da PM. Em 2014, foi recapturado usando nome falso; em dezembro de 2015 foi solto pela Justiça.

Fonte.DN


←  Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário