segunda-feira, 27 de novembro de 2017

MPC cobra R$ 6 milhões por rompimento da adutora de Itapipoca na gestão de Cid Gomes

Parecer do MPC detectou erros anteriores e posteriores ao rompimento da adutora de Itapipoca que resultaram em prejuízo ao Poder Público



O rompimento da adutora de Itapipoca em 2013 pode custar R$ 6.384.143,98 aos responsáveis pela falha na obra, segundo parecer do Ministério Público de Contas (MPC). Além dos transtornos para a população local e do prejuízo financeiro, o rompimento foi marcado pelo mergulho do ex-governador Cid Gomes (PDT) em um tanque para consertar o problema.
Quatro anos após o episódio, o MPC divulgou parecer em que indica que a construtora PWE Engenharia Ltda e gestores, à época, da Secretaria de Recursos Hídricos(SRH) e da Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), infringiram uma série de processos antes e após o rompimento da adutora.

A avaliação do MPC detectou que o rompimento foi resultado da execução da obra em desconformidade com as especificações técnicas. Entre as falhas, faltou proteger os impactos da tubulação com colchão de areia, devido ao terreno rochoso; houve lacuna de tubulação e não foram realizados testes de pressão na tubulação.
ANUNCIE SUA MARCA COM A GENTE POR UM PREÇO QUE CABE NO SEU BOLSO. ESTAMOS A DISPOSIÇÃO 24HRS NO WHATSSAP. 85-992060602 FALAR COM O CARACARÁ.


←  Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário