quarta-feira, 4 de abril de 2018

Acusados pela morte da travesti Dandara dos Santos irão a júri amanhã, 05



Nesta quinta-feira, 05, cinco acusados pela morte da travesti Dandara dos Santos irão a júri para serem julgados pelo crime, classificado como homicídio triplamente qualificado. Ao todo, 12 pessoas estão envolvidas no assassinato, sendo que, quatro delas têm menos de 18 anos.
Dandara, na época com 42 anos, foi morta no dia 15 de fevereiro de 2017, no Bairro Bom Jardim, espancada com murros, pedradas, chutes na cabeça, golpes de pau, e depois morta a tiros.
Conforme o advogado da família da travesti, Hélio Leitão, dos 12 envolvidos, seis estão presos e dois foragidos. Os adolescentes cumprem medidas socioeducativas por participação no caso.
Os acusados presos são Francisco José Monteiro de Oliveira Junior, conhecido como Chupa Cabra; Jean Victor Silva Oliveira; Rafael Alves da Silva Paiva, com apelidos de Fael ou Buiu; Isaias da Silva Camurça, de apelido Zazá; e Francisco Gabriel Campos dos Reis, vulgo Didi ou Gígia.
Júlio César Braga da Costa, também preso pelo crime, recorreu na Justiça e não vai a júri por ter alegado não haver elementos de prova suficientes que o submeta ao julgamento, afirma Hélio Leitão.
Ainda segundo Leitão, as qualificadoras do homicídio doloso são motivação torpe, crueldade e adoção de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.
Repórter Ceará com informações do G1-CE



Local: Brazil
←  Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário