Os dois jovens foram presos por policiais do Núcleo de Homicídios da Delegacia de Maracanaú 
Dois jovens apontados como envolvidos na morte de um travesti foram presos nesta quinta-feira (19) após uma investigação realizada por policiais do Núcleo de Homicídios da Delegacia Metropolitana de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O crime ocorreu no mês passado, quando a dupla, de acordo com a Polícia, matou a vítima através de espancamento dentro de uma residência.
Segundo a Polícia, Wilber Félix de Oliveira, 29 anos, foi encontrado morto dentro de casa, localizada na Rua José Batista de Santos, no Distrito de Pajuçara. Conforme a Perícia, a vítima foi espancada até a morte. A vizinhança chamou a Polícia e os assassinos fugiram. Para invadir a casa de Wilber os criminosos arrombaram uma porta.
De acordo com a investigação da Polícia, os dois suspeitos são Antônio Joélio Paulino da Silva Dias, de 22 anos; e Douglas Bento de Azevedo, 20. Em depoimento na Delegacia, eles confessaram o crime e alegaram que o travesti havia furtado o telefone celular de um deles e decidiram matá-lo.
Com a prisão dos acusados, a Polícia afirma que o crime está esclarecido. Os dois jovens foram indiciados por crime de homicídio qualificado (com pena de 12 a 30 anos de prisão) e transferidos, ontem, para a carceragem do Complexo das Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Fátima, onde permanecerão até a transferência para um presídio da Grande Fortaleza.
Com a informação de Fernando Ribeiro.

Postar um comentário

 
Top